Hoje o filme por nós escolhido foi Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças!
Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças - ComentáriosO filme Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças (Eternal Sunshine of the Spotless Mind) lançado em 2004 foi dirigido por Michel Gondry, com roteiro de Charlie Kaufman.

Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças

A trama conta história de Joel (Jim Carrey) e Clementine (Kate Winslet) que formavam um casal que durante anos tentaram fazer com que o relacionamento desse certo. A Morte do relacionamento… Desiludida com o fracasso, Clementine decide esquecer Joel para sempre e, para tanto, aceita se submeter a um tratamento experimental, que retira de sua memória os momentos vividos com ele. Após saber de sua atitude Joel entra em depressão, frustrado por ainda estar apaixonado por alguém que quer esquecê-lo. Decidido a superar a questão, Joel também se submete ao tratamento experimental. Porém ele acaba desistindo de tentar esquecê-la e começa a encaixar Clementina em momentos de sua memória os quais ela não participa.

Estrelas do filme: Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças

  1. Jim Carrey,
  2. Kate Winslet,
  3. Kirsten Dunst,
  4. Elijah Wood,
  5. Mark Ruffalo e
  6. Tom Wilkinson

por Jim Carrey e conta também com Kate Winslet, Kirsten Dunst, Elijah Wood, Mark Ruffalo e Tom Wilkinson, em seu elenco.
Com um roteiro cheio de camadas para refletir e uma narrativa circular cheia de metaliguagem esse longa-metragem traz a premissa de você poder escolher jogar fora suas memórias e explora os temas encontro entre pessoas, relacionamentos e desilusões.

Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças - Comentários

Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças – Comentários

Uma história bem emocional que faz com que o público se identifique com os personagens, além do roteiro ser bem estruturado, que combina os gêneros drama, romance e sci-fi, o trabalho de cores e desenvolvimento dos personagens são características que devem ser destacadas nesse filme.

O destaque vai para o Jim Carrey, mas todo elenco tem boas atuações no filme e a atriz Kate Winslet faz nesse filme uma de suas atuações mais marcantes na minha opinião.

“Rapidinha” Arranha-Céu: Coragem sem Limite – Comentários


É sem dúvida nenhum um grande filme que merece ser visto!

Ganhador do Oscar de Melhor Roteiro Original

Ganhador do Oscar de Melhor Roteiro Original, o texto de Charlie Kaufman procura colocar em cheque a necessidade de sermos forçados a viver com memórias dolorosas, em paralelo, ele nos traz uma verdadeira tese sobre a realidade de um relacionamento – nem tudo são flores, brigas vão existir e muitas lágrimas serão derramadas. A primeira “fase” das lembranças de Joel nos trazem isso: uma relação exausta, na qual ambos mal conseguem dialogar sem se atacarem. Chega a ser angustiante ver como eles se portam diante um do outro, especialmente logo depois de termos visto seu primeiro encontro (ainda que não soubéssemos se o prólogo se passava antes ou depois de todo o incidente), um verdadeiro trunfo de uma montagem bem planejada.

Ideia construída à priori

Toda essa ideia construída à priori, contudo, vai sendo desconstruída, ao passo que enxergamos que o namoro não foi limitado somente a isso. O roteiro, então, nos acerta em cheio, ao passo que as memórias iniciais se traduzem como a linha de pensamento de alguém em dor, que só enxerga o lado negativo de algo. Isso, por sua vez, dialoga perfeitamente com a impulsividade de Clementine, consequência de sua sensibilidade e instabilidade emocional, ambas já apresentadas a esse ponto do filme, algo que Joel compartilha à sua própria maneira. Aqui o que já não era comum se torna verdadeiramente único – as tentativas do protagonista em abortar o processo de apagar as memórias criam uma tensão constante e crescente no espectador e cada tentativa mal-sucedida traz uma angústia maior. O roteiro genialmente aproveita esses trechos para construir a personalidade de Clementine, aprofundando em seus sentimentos, motivações, manias e gostos pessoais.

Curiosidades Rápidas:

  • Hoje em dia o filme tem um status de “Cult”.
  • O filme ficou em 78º lugar na lista dos “301 Melhores Filmes De Todos os Tempos” feita pela revista Empire em 2014.
  • O filme consegui 2 indicações ao Oscar, 4 indicações Globo de Ouro, 6 indicações BAFTA, 1 indicação ao SAG Awards e 3 indicações Satellite Awards.
  • O título do filme é uma referência ao poema “Eloisa to Abelard”, de autoria de Alexander Pope. O mesmo poema já havia sido usado pelo roteirista Charlie Kaufman em Quero ser John Malkovich (1999).

O filme Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças é a dica de hoje!

Vejam e depois deixem suas impressões aqui no blog.

Confiram também o trailer aqui em baixo:

Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças - Comentários
4.4Overall Score
Reader Rating: (7 Votes)
Translate »