Acompanhando os filmes de maior repercussão nas premiações de 2015, vamos falar do filme Boyhood – Da Infância à Juventude!
O filme Boyhood – Da Infância à Juventude (Boyhood) foi lançado em 2014. Dirigido por Richard Linklater, o longa-metragem chamou a atenção por ter demorado 12 anos para concluir as gravações, a produção começou a filmar em julho de 2002 e finalizou em outubro de 2013.  Foram no total, 39 dias de filmagem em uma produção de 4200 dias, se tornando uma das mais longas produções da história do cinema.
O filme conta a história de um casal de pais divorciados que tenta criar seu filho Mason. O desenvolvimento do filme acompanha o garoto durante doze anos, desde a entrada para a escola, aos 6 anos, até a faculdade aos 18 anos.
O roteiro é muito inteligente e faz uma analise do relacionamento com os pais à medida que o personagem principal cresce, é uma história que muitos espectadores vão se identificar.
A impressão que o filme me deixou foi de uma experiência cinematográfica mais parecida a um reality show do que propriamente um filme.
Sobre o elenco, é visível em tela o crescimento de Ellar Coltrane, a Patricia Arquette traz para a tela um espetáculo de personagem materno. Ethan Hawke, Zoe Graham, Nick Krause, Evie Thompson e Chris Doubek formam um grupo bem entrosado, já a Lorelei Linklater deixa claro que só foi contratada só porque era filha do diretor.
Eu não concordo a indicação de Melhor Roteiro porque a forma de montagem é o que realmente surpreende. Como recorte de época a fotografia esta muito bem feita é possível acompanhar as mudanças de estilo de cabelo, musicas roupas junto com o crescimento dos personagens. A trilha sonora indo de Coldplay ate Britney Spears.
As varias indicações de Boyhood foram muito justas, mas o que realmente chama atenção no filme é a construção. Se não fosse pelo tempo que levou pra ser filmado, o fato de não terem contratado outros atores para ir interpretando os personagens durante as fases de crescimento ou usado de maquiagem e truques de computação para envelhecer os atores, com certeza o filme não teria tido tanta repercussão e que talvez até fosse ignorado pelo grande mercado.
Como experiência cinematográfica Boyhood – Da Infância à Juventude é interessante de se assistir, mas a história pode ser considerada “chata” exatamente pelo motivo de retratar a realidade da vida, então fica a dica.
Boyhood – Da Infância à Juventude - Comentários
3.5Overall Score
Reader Rating: (4 Votes)
Translate »