Acompanhando as estreias hoje vamos falar de Operação Red Sparrow!

O filme Operação Red Sparrow (Red Sparrow) lançado em 2018 foi dirigido por Francis Lawrence, mesmo diretor de Eu Sou a Lenda (2007), com roteiro de Justin Haythe.

Outrora talentosa bailarina, Dominika Egorova (Jennifer Lawrence) encontra-se em maus bocados quando é convencida a se tornar uma Sparrow, ou seja, uma sedudora treinada na melhor escola de espionagem russa. Após passar pelo árduo processo de aprendizagem, ela se torna a mais talentosa espiã do país e precisa lidar com o agente da CIA Nathaniel Nash (Joel Edgerton). Os dois, no entanto, acabam desenvolvendo uma paixão proibida que ameaça não só suas vidas, mas também as de outras pessoas.

O filme conta com Jennifer Lawrence, Joel Edgerton, Matthias Schoenaerts, Charlotte Rampling, Jeremy Irons, Mary-Louise Parker, Joely Richardson e Ciarán Hinds, em seu elenco.

Um filme de espionagem russo que apesar de entregar o promete, em seus trailers passava a sensação de ser mais emocionante e ter um ritmo mais interessante para mim pelo menos.

Infelizmente o filme apesar de ser interessante, tem um ritmo bem mais lento que o esperado, principalmente se compararmos com Atômica (2017).

O filme ambieta bem a Rússia e tem uma fotografia bem fria, que de fato combina com a personalidade da protagonista que apesar de tentar passar emoção muitas vezes ela é simplesmente fria.

A atriz Jennifer Lawrence tem grande talento, ela consegue representar bem em tela o que a personagem precisa.

Faltou talvez um par que tivesse mais química, em minha opinião. No quesito atuação Joel Edgerton se saiu bem e o elenco como um todo entrega o necessário exigido de seus papéis.

Ate mesmo a nudez explicita tem um “tom” frio e ríspido, seguindo a fotografia do filme, onde o objetivo era mesmo passar essa frieza.

Os diálogos são um pouco expositivos, mas é interessante ver os personagens poderosos sempre discutindo com “entre linhas” onde o expectador vai entendo as ameaças que são feitas.

O treinamento de espionagem é bem explorado no filme, em todo o momento a protagonista é forçada a jogar o jogo de outras pessoas ou do governo, mas mesmo assim ela se sobressai.

É interessante a reviravolta no final onde o expectador percebe que jogar o jogo de outras pessoas fazia parte de um plano maior da protagonista.

Sem spoillers mais o desfecho precisava de menos explicação na minha opinião, mas gostei de ter um ganho para uma possível sequencia.

Curiosidades rápidas:

Se vocês já viram Operação Red Sparrow deixem de comentar suas impressões aqui no blog tambem.

Confiram o trailer aqui em baixo:

Operação Red Sparrow - Comentários
3.0Overall Score
Reader Rating: (4 Votes)
Translate »