Acompanhando as estreias da semana, vamos falar de Thor: Ragnarok!

O filme Thor: Ragnarok lançado em 2017 foi dirigido por Taika Waititi, com roteiro escrito por Eric Pearson. Esse é o terceiro filme do Deus do Trovão.

Thor (Chris Hemsworth) está aprisionado do outro lado do universo, sem seu martelo, e se vê em uma corrida para voltar até Asgard e impedir o Ragnarok – a destruição de seu lar e o fim da civilização asgardiana – que está nas mãos de uma nova e poderosa ameaça, a terrível, poderosa e implacável vilã Hela (Cate Blanchett). Mas primeiro ele precisa sobreviver a uma batalha de gladiadores que o coloca contra seu ex-aliado e vingador – o Incrível Hulk.

O filme conta com Chris Hemsworth, Tom Hiddleston, Cate Blanchett, Idris Elba, Jeff Goldblum, Tessa Thompson, Karl Urban, Mark Ruffalo e Anthony Hopkins. Com participação especial de Benedict Cumberbatch e Stan Lee.

Dentre os diversos personagens da marvel que ganharam filmes próprios, os filmes do Thor sempre estiverem um pouco abaixo na lista, mas eles sempre vieram em uma crescente.

Thor (2011) é um bom filme de origem, e suas melhores partes são em Asgard, enquanto que Thor: O Mundo Sombrio (2013) apesar de alguns tropeços de roteiro e trama um pouco genérica, eu pessoalmente gosto tem muita ação e bons efeitos especiais.

Dessa vez o tom do filme mudou muito, se antes havia uma certa formalidade e uma aparente rigidez tanto no desenvolvimento da história quanto nos personagens, esse novo filme aposta em um tom mais cômico.

Esse tom de mais cômico é um reflexo claro do sucesso de Guardiões da Galáxia que conquistou o publico.

Colocar mais humor dentro da história do Deus do trovão deu mais carisma aos personagens, ao mesmo tempo que em diversos momentos passa a sensão de ter perdido o senso de urgência.

As piadas são bem colocadas, mas na minha opinião exageraram na quantidade de piadas poderia ter sido um pouco mais equilibrado.

Outro coisa que me incomodou um pouco foi a correria no inicio do filme para explicar onde estava Odin que foi resolvido em 5 minutos. Essa sequencia deu a impressão de que foi mal elaborada porque tinha a obrigação de colocar a participação do Doutor Estranho no filme por causa do universo compartilhado.

Apesar dos problemas de ritmo e da falta de urgência no filme Thor: Ragnarok é muito interessante!

A dinâmica entre o Thor e Loki esta bem explorada no filme e o crescimento/desenvolvimento dos personagens é muito interessante de se acompanhar. A forma como o roteiro explora a relação entre os irmãos e a relação entre Thor e Odin geram cenas muito importantes no filme e é um dos pontos mais positivos do filme.

Agora vamos falar da vilã! Cate Blanchett como Hella esta caricata na medida certa, ela fez muito bem as cenas de ação, apesar de em alguns momentos, são poucos mais existem, é possível perceber a troca da atriz pelo personagem em CGI.

Mesmo assim isso não atrapalhou em nada as sequencias de ação do filme.

Em paralelo a história do Deus do trovão temos mais informações sobre o universo que culminara na Guerra Infinita e o inicio do desenvolvimento de uma história do Hulk.

O Hulk personagem interpretado por Mark Ruffalo em diversos momentos rouba a cena! A cosntrução da cidade de Sakkar e o Hulk gladiador são as parte que mais me chamaram a atenção, pois alem de bons efeitos visuais é possivel ver o desenvolvimento do Hulk que ja fala e tem condições de se virar sem Bruce Banner.

Thor: Ragnarok tem uma das mais engraçadas participações de Stan Lee em minha opinião.

No geral Thor: Ragnarok é um ótimo filme, com certeza vale a pena assistir!

Curiosidade rápida:

  • O filme tem 2 cenas pós-créditos

O filme Thor: Ragnarok é a dica de hoje! Se já viram deixem suas impressões aqui no blog.

Confiram o trailer aqui em baixo:

Thor: Ragnarok - Comentários
3.7Overall Score
Reader Rating: (5 Votes)
Translate »