Acompanhando as estreias, vamos falar de Blade Runner 2049!

O filme Blade Runner 2049 lançado em 2017 foi dirigido por Denis Villeneuve, mesmo diretor de A Chegada (Arrival, 2016). Com roteiro de Michael Green e Hampton Fancher, baseado na obra original de Philip K. Dick.

California, 2049. Após os problemas enfrentados com os Nexus 8, uma nova espécie de replicantes é desenvolvida, de forma que seja mais obediente aos humanos. Um deles é K (Ryan Gosling), um blade runner que caça replicantes foragidos para a polícia de Los Angeles. Após encontrar Sapper Morton (Dave Bautista), K descobre que a humanidade está novamente ameaçada, e dessa vez o perigo pode ser ainda maior. Isso porque K, desenterrou um terrível segredo que tem o potencial de mergulhar a sociedade no completo caos, a replicante Rachel (Sean Young) teve um filho, mantido em sigilo até então. A possibilidade de que replicantes se reproduzam pode desencadear uma guerra entre eles e os humanos, o que faz com que a tenente Joshi (Robin Wright), chefe de K, o envie para encontrar e eliminar a criança.

A descoberta acaba levando-o a uma busca frenética por Rick Deckard (Harrison Ford), desaparecido há 30 anos.

O filme conta com Ryan Gosling, Harrison Ford, Jared Leto, Ana de Armas, Sylvia Hoeks, Robin Wright, Dave Bautista e Mackenzie Davis, em seu elenco.

Trinta anos após os acontecimentos do primeiro filme, voltamos ao universo de Blade Runner um filme considerado “cult” pelos cinéfilos de plantão que teve mais de duas versões ao longo dos anos.

O filme é cheio de referencias visuais ao seu original e conta com flashbacks para situar o expectador e desenvolver sua história.

Sem dúvida o filme é muito bem produzido, sua fotografia e ambientação são impressionantes desde os carros voadores, os prédios e os outdoors gigantes e interativos.

Apesar de grande visual o filme tem um ritmo lento, seguindo a essência do primeiro filme, mas ele acaba caindo na mesma questão que o primeiro… Um ritmo lento demais faz com que o expectador perca a atenção aos detalhes e nuances da trama, e esse ritmo lento fica mais maçante quando se tem um filme de 3 horas de duração.

Sim, o ritmo de desenvolvimento do filme é um problema afetou o primeiro filme que demorou a conquistar seu status e podemos ver isso refletido agora novamente na bilheteria do filme.

A sequencia perdeu a oportunidade de dar mais dinamismo a um história com tanto potencial.

O roteiro de Blade Runner 2049 volta a trazer o debate sobre preconceito e escravidão de uma espécie sobre outra. A sequencia traz também respostas definitivas que geravam discussões interessantes sobre Deckard, personagem de Harrison Ford, ser ou não um replicante.

A sequencia se preocupa em responder questões do primeiro filme, o que é muito bom para os fãs de cinema, mas deixa em aberto pontos de seu próprio roteiro como porque exatamente K tem as memórias da filha de Deckard.

O vilão… Acredito que nem possamos chama-lo assim, o personagem de Jared Leto não ficou também construído porque apesar de entendermos sua motivação, o filme divide a guerra iminente em três grupos: humanos, replicantes que querem apenas ser livres e os replicantes criados para forma o exercito do Jared Leto.

Por isso em minha opinião faltou desenvolvimento do personagem, o expectador tem mais contato com sua capanga do que o personagem dele.

Em relação as atuações Ryan Gosling foi muito bem em tela, a atriz Ana de Armas rouba a atenção em diversos momentos, a interação deles em tela teve muita química.

No geral o grande elenco do filme ficou muito interessante.

Curiosidades rápidas:

  • Ridley Scott que dirigiu o primeiro filme volta como produtor executivo.
  • O longa-metragem teve orçamento de US$ 150 milhões.

Com bastante ação, Blade Runner 2049 é interessante e com certeza vale a pena ser visto! Contudo não é um filme tão bom quanto o original Blade Runner, o Caçador de Andróides (1982), em minha opinião.

Blade Runner 2049 é a dica de hoje! Se já viram deixem suas impressões aqui no blog.

Confiram também o trailer aqui em baixo:

Blade Runner 2049 - Comentários
3.5Overall Score
Reader Rating: (4 Votes)
Translate »