Hoje o filme escolhido para comentarmos é nacional. Vamos falar de Bingo: O Rei das Manhãs!

O filme Bingo: O Rei das Manhãs lançado em 2017 foi dirigido por Daniel Rezende, com roteiro de Luiz Bolognesi.

Esse longa-metragem é a cinebiografia de Arlindo Barreto, um dos intérpretes do palhaço Bozo no programa matinal homônimo exibido pelo SBT durante a década de 1980.

Barreto alcançou a fama graças ao personagem, apesar de jamais ser reconhecido pelas pessoas por sempre estar fantasiado.

Esta frustração o levou a se envolver com drogas, chegando a utilizar cocaína e crack nos bastidores do programa.

O filme conta com Vladimir Brichta, Leandra Leal, Augusto Madeira, Ana Lucia Torre, Tainá Müller, Emanuelle Araújo, Cauã Martins, Soren Hellerup, Raul Barreto, Pedro Bial, Domingos Montagner e Ricardo Ciciliano, em seu elenco.

Vamos falar sobre o elenco primeiro já que é um dos grandes pontos positivos do filme. Como protagonista Vladimir Brichta esta excelente, ele consegue entregar todas as emoções do personagem. Ele tem grande presença de tela e o elenco como um todo entrega somente boas e ótimas atuações.

O roteiro explora bem a relação do protagonista com a família e como a fama afetou tanto a sua família quanto a sua profissão. O dilema que é imposto ao personagem porque apesar dele ser um grande apresentador ele não podia conta para ninguém quem ele era.

Eu acredito que a irreverencia do personagem é o que mais chama atenção no filme, e com a atuação do Vladimir Brichta isso fica ainda mais impressionante.

O filme ainda traz para tela o lado interessante dos bastidores da televisão nos anos 80, claro que foi necessário a alteração nos nomes da emissoras de tv e outros atores que estavam em alta na época, mas a forma como eles trabalham as personalidades como a Gretchen tornou todo essa adaptação uma grande referencia.

Outros pontos positivos são os figurinos e fotografia dos anos 80 ficaram muito interessantes.

Essa cinebiografia é muito bem dirigida, embora tenha alguns planos muito longos, as cenas de transição que mostram a cidade em certos momentos acabam demorando mais do que o necessário.

De forma muito interessante o roteiro do filme equilibrou muito bem humor e drama, mas tem um final acelerado.

O ultimo ato tem muita informação com pouco desenvolvimento, que deixa a impressão de que eles correram para acabar. Apesar de ter me incomodado um pouco isso, o final acelerado não diminui os méritos que o filme tem.

Confesso que Bingo: O Rei das Manhãs é um dos poucos filmes brasileiros que me surpreendeu no geral, eu cheguei a ver um material na CCXP 2016 e tinha grandes expectativas que o filme alcanço e foi bem mais além.

Para quem não conheço a história do palhaço Bozo a fundo, é com certeza muito interessante ter essa visão diferente de um dos ícones da televisão brasileira, mesmo que tenha havido algumas adaptações.

O filme Bingo: O Rei das Manhãs vale muito a pena assistir!

Curiosidade rápida:

  • Arlindo Barreto não foi o primeiro palhaço Bozo.

Bingo: O Rei das Manhãs é um dos melhores filmes brasileiros lançados em 2017, então fica a dica!

Se já viram deixem suas impressões aqui no blog.

Confiram o trailer aqui em baixo:

Bingo: O Rei das Manhãs - Comentários
4.2Overall Score
Reader Rating: (4 Votes)
Translate »