Acompanhando as estreias da semana, vamos falar de Rei Arthur: A Lenda da Espada!

O filme Rei Arthur: A Lenda da Espada (King Arthur: Legend Of The Sword) lançado em 2017 foi dirigido por Guy Ritchie, mesmo diretor de Sherlock Holmes (2010), com roteiro de Joby Harold, Guy Ritchie e Lionel Wigram.

Esse longa-metragem é o 4º filme baseado na história do Rei Arthur a ser produzido e distribuído pela Warner Bros.

A nova história apresenta um jovem Arthur, que controla as ruas escuras e becos da cidade de Londonium com sua gangue, sem imaginar a vida para a qual nasceu até o momento em que entra em contato pela primeira vez com a Excalibur.

Imediatamente desafiado pelo poder da espada, Arthur é forçado a fazer escolhas difíceis. Junto com a Resistência e uma misteriosa jovem maga (Astrid Bergès-Frisbey), ele precisa aprender a dominar a espada, enfrentar seus demônios e unir o povo para derrotar o tirano Vortigern, usurpador do trono e assassino de seus pais, para finalmente tornar-se rei.

O filme conta com Charlie Hunnam, Astrid Bergès-Frisbey, Jude Law, Djimon Hounsou, Eric Bana, Aidan Gillen, Katie McGrath, Freddie Fox, Tom Wu, Neil Maskell, Geoff Bell, Annabelle Wallis, Georgina Campbell e Peter Ferdinando. Com participação especial de David Beckham.

Rei Arthur: A Lenda da Espada é a mais nova releitura da lenda de Excalibur, esse filme traz modernidade nos figurinos e fotografia, expande o mundo de Camelot que conhecíamos até o momento, introduz de forma interessante a távola redonda e seus primeiros cavaleiros enquanto apresenta apenas uns 10% da lenda da espada de fato.

O diretor Guy Ritchie, fez um bom trabalho na hora de combinar os elementos com os efeitos visuais. As sequencias de ação e luta contam com vários tipos de filmagem: corte rápido, câmera lenta e câmera tremida. Os diversos estilos de filmagem usados no filme tornaram ele visualmente muito interessante, até mesmo recursos 3D de flechas sendo atiradas diretamente no espectador foram bem utilizados.

Pessoalmente eu gostei muito da trilha sonora, figurino e fotografia desse filme, digo novamente visualmente é um filme incrível.

A fotografia é bem trabalhada, os figurinos um tanto modernos para a época, mas que ficaram excelentes! Sem falar da trilha sonora que dita o estilo do filme.

Agora vamos falar da história em si, ou melhor do roteiro.

Existe problemas de edição, em alguns momentos durante o desenvolvimento do filme, é possível perceber que a transição entre sequencias de humor e sequencias de drama não ficaram bem encaixadas. Isso no geral não atrapalha o filme, mas com isso ele perde alguns pontos.

Pessoalmente eu gostaria de ter visto mais elementos da lenda da espada, a Dama da água é pouco explorada embora apareça no filme, personagens como Lancelot e Guinever não foram incluídos, mas poderiam ter sido mencionados.

Em uma época de empoderamento feminino eu entendi a escolha do diretor de não apresentar diretamente o Merlim, mas utilizar a personagem da Maga para cumprir sua função. Eu acredito que se houver uma eventual sequencia, a história trará esses personagem icônicos que faltaram, e eu gostaria muito de uma sequencia.

O filme também conta com boas atuações no geral.

Curiosidades rápidas:

  • O orçamento do filme foi de cerca de US$ 145 milhões.
  • O filme fez apenas U$ 20 milhões em seu fim de semana de estreias nos EUA, sendo pelo estúdio considerado um fracasso de bilheteria, até o momento.
  • O filme ainda não estrou em todos os países, países como a China tendem a ter grande impacto na bilheteria mundial.
  • Há rumores de que o estúdio da Warner Bros. estivesse planejando uma franquia de seis filmes.

O filme Rei Arthur: A Lenda da Espada vale a pena assistir, então fica a dica! Se já viram deixem suas impressões aqui no blog.

Confiram o trailer aqui em baixo:

Rei Arthur: A Lenda da Espada - Comentários
3.5Overall Score
Reader Rating: (9 Votes)
Translate »