Hoje o filme escolhido é Prometheus (2012)!

O filme Prometheus lançado em 2012 foi dirigido por Ridley Scott, mesmo diretor de Alien, o Oitavo Passageiro (1979). O roteiro ficou por de Damon Lindelof, Jon Spaihts e do próprio Ridley Scott, este longa-metragem pode ser considera como um prelúdio do filme Alien.

Ambientado em 2089, uma equipe de cientistas que embarca em uma jornada espacial para descobrir a verdade sobre a origem da raça humana.

Elizabeth Shaw (Noomi Rapace) e Charlie Holloway (Logan Marshall-Green) são exploradores que encontram a mesma pintura em várias cavernas na Terra. Com base nisto, eles desenvolvem uma teoria em que a pintura aponta para um lugar específico do universo, que teria alguma relação com o início da vida no planeta. A dupla convence um milionário, Peter Weyland (Guy Pearce), a bancar uma cara expedição interestelar para investigar o assunto.

Desta forma, Elizabeth e Charlie entram para a tripulação da nave Prometheus, composta pelo robô David (Michael Fassbender), a diretora Meredith Vickers (Charlize Theron), o capitão Janek (Idris Elba), entre outros. Todos, com exceção de David, hibernam em sono criogênico até que a nave chegue ao objetivo, o que acontece em 2093. Encantados com a descoberta de um novo mundo e a possibilidade de revelarem o segredo da origem da vida na Terra, Elizabeth e Charlie não percebem que o local é também bastante perigoso.

O filme conta com Noomi Rapace, Michael Fassbender, Charlize Theron, Idris Elba, Guy Pearce, Logan Marshall-Green, Sean Harris e Rafe Spall, em seu elenco.

Por causa do filme ter sido vendido como um prelúdio do primeiro Alien, gerou-se muita expectativa na época de seu lançamento, porem o filme apenas se passa no mesmo universo! O que deixou muitos fãs de quadrilogia Alien decepcionados.

O roteiro se apoia em uma narrativa original separada da história da quadrilogia Alien apesar de ter diversos elementos da franquia, como cena onde o alienígena senta e coloca o capacete pra decolar, que é muito parecida com cena do 8º passageiro quando os personagens acham a nave com o alienígena na mesma posição.

O filme consegue criar uma história independente até certo ponto, ele não deixa de utilizar algumas referencias, mas são poucas. Esse é o ponto mais positivo do filme e tendo dito isso apesar da nova história se sustentar sozinha, erros são cometidos em sua execução.

A construção dos personagens é interessante, mas por se concentrar quase que exclusivamente na questão da origem da vida, o desenvolvimento do filme tem passagens maçantes, que mesmo o clima de terror e suspense não consegue superar.

Por outro lado o filme é excelente em qualidade técnica! A direção de arte fez um grande e bom trabalho, visualmente o filme é muito impressionante e muito imersivo.

O filme tem um ritmo mais acelerado enquanto que se comparar com Alien que mantém um ambiente sombrio por mais tempo e demora também muito tempo para apresentar de fato o “alien” e revelar sua protagonista (Sigourney Weaver).

O filme tem um final aberto que nitidamente foi feito dessa forma, pela intenção de se ter uma continuação. As diversas pontas soltas serão respondidas no filme Alien: Covenant que estreio essa semana nos cinemas.

Curiosidades rápidas:

  • Depois de 30 anos o diretor Ridley Scott retorna ao gênero de ficção científica com Prometheus.
  • Inicialmente o filme Prometheus era para ser dividido em duas partes.
  • A Quadrilogia Alien teve 4 diferentes diretores: Alien, o Oitavo Passageiro (1979) com direção de Ridley Scott, Aliens, O Resgate (1986) com direção de James Cameron, Alien 3 (1992) com direção de David Fincher e Alien ‑ A Ressurreição (1997) com direção de Jean-Pierre Jeunet.
  • Esse filme deu origem à sequência Alien: Covenant (2017).

Para continuar com o DNA “Alien” aqui no blog aguardem os comentários da Alien: Covenant (2017)! E logo mais teremos uma sessão especial do diretor Ridley Scott e um post para reunir comentários da Quadrilogia Alien.

Deixem aqui no blog também o suas impressões sobre o filme Prometheus.

Confiram o trailer aqui em baixo:

Prometheus (2012) - Comentários
3.3Overall Score
Reader Rating: (2 Votes)
Translate »