Acompanhando as estreias da semana, vamos falar de Power Rangers!

“É hora de morfar!”

O filme Power Rangers (Saban’s Power Rangers) lançado em 2017 foi dirigido por Dean Israelite, com roteiro de John Gatins e colaboração de Matt Sazama, Burk Sharpless, Michele e Kieran Mulroney. Baseado na obra original escrita por Haim Saban e Shuki Levy.

O filme conta a jornada de cinco adolescentes que devem buscar algo extraordinário quando eles tomam consciência que a sua pequena cidade Angel Grove – e o mundo – estão à beira de sofrer um ataque alienígena. Escolhidos pelo destino, eles irão descobrir que são os únicos que poderão salvar o planeta. Mas para isso, eles devem superar seus problemas pessoais e juntarem sua forças, como os Power Rangers, antes que seja tarde demais.

O filme conta com Dacre Montgomery, RJ Cyler, Naomi Scott, Becky G, Ludi Lin, Elizabeth Banks, Bryan Cranston, David Denman, Sarah Grey, Patrick Sabongui, Caroline Cave, Anjali Jay e Clayton Chitty. Com participação especial de Jason David Frank e Amy Jo Johnson.

Vou confessar a todo mundo, eu assisti muitas pode-se dizer “temporadas” de Power Rangers, Força do Tempo, Força Animal, Tempestade Ninja, Dino Trovão, Super Patrulha Delta e Fúria da Selva, são algumas delas.

Minhas expectativas estava bem acima do normal, porque muito da essência do de Power Rangers talvez não funcionasse nas telonas hoje em dia.

O filme renova os antigos Power Rangers clássicos, eles não se conheciam e tinham uma necessidade de serem amigos não só porque são Power Rangers isso foi interessante. Traz também uma tecnologia mais avançada tanto para o treinamento quanto para os uniformes.

E utiliza um fotografia mais escura para dar um tom mais sério ao filme, explora dramas adolescente para desenvolver os personagens antes de transforma-los em Rangers.

Sobre os uniformes, pessoalmente achei muito tecnológico, poderia ser mais simples mesmo se tratando de uma super produção para o cinema, e uma coisa que me incomodou foi durante a batalha os Rangers terem o visor do capacete levantado.

Eu entendo que tem que valorizar o ator e por isso mostraram o rosto, mas pelo menos para mim não precisava.

Em meio a renovação o filme conseguiu trazer referencias aos Power Rangers (1993), Power Rangers Dino Trovão (2004) e Power Rangers Fúria da Selva (2008).

O roteiro é bem estruturado utiliza muito dos elementos da franquia, a forma que os cinco adolescentes descobrem seus poderes e começam a testar seus limites, lembra muito ao Homem-Aranha. O filme conta com referencia também a Clube dos Cinco.

Sobre o elenco se destacam no filme a carismática Elizabeth Banks na pele da vilã Rita Repulsa, Rita Repulsa que na série de televisão era caricata, agora dá medo em alguns momentos, a Elizabeth Banks conseguiu transmitir tanto para dentro das cenas como para o publico o senso de real ameaça e urgência, que na trama resulta no grupo finalmente conseguindo “morfar” e se tornar os guerreiros defensores da terra.

Bryan Cranston esta muito bem, apesar do pouco tempo em tela seu personagem tem um peso real, a interprete da Ranger Amarela Becky G e o interprete do ranger azul RJ Cyler, pessoalmente me chamaram mais atenção mais todo o elenco tem seu momento de desenvolvimento.

Apesar de poucas lutas o efeitos especiais estão muito bem feitos, o Alpha 5 ficou muito interessante, o filme também conta com bons planos sequencias como o acidente de carro que da inicio a união do grupo que se conhece na detenção, foi muito bem feito.

Pessoalmente eu gostei muito do filme, já nos trailers havia muitos elementos que chamavam a atenção, mas poderiam ter segurado a imagem do Megazord completo! Aparece bem no finalzinho do trailer mais ainda sim é o Megazord, sua formação é um momento chave e também é uma das sequencias mais marcantes do filme.

A nostalgia foi ao máximo no momento da batalha que tem a famosa trilha sonora “Go go Power Rangers” muito bem encaixada na cena.

Sem spoillers mais tem uma figura chave em Power Rangers que é claro que não podia ficar de fora então mantenha-se preparado porque no meio dos créditos tem mais uma cena.

Esse filme com certeza vai agradar os antigos fãs por sua nostalgia e trazer novos fãs para essa franquia, que já esta a 24 anos no mercado.

O entretenimento é garantido!

Curiosidades rápidas:

  • É o terceiro filme dos Power Rangers para o cinema. Seus anteriores foram Power Rangers: O Filme (1995) e Turbo – Power Rangers 2 (1997) que foram produzidos utilizando os atores da série.
  • O teaser trailer do filme gerou mais de 150 milhões de visualizações nas primeiras 48 horas.
  • Os produtores já informa que o enredo tem força para até 6 filmes então com certeza veremos pelo menos uma sequencia.

Power Rangers é a dica de hoje! Se já viram deixem suas impressões aqui no blog.

Confiram o trailer aqui em baixo:

Power Rangers - Comentários
3.5Overall Score
Reader Rating: (4 Votes)
Translate »