Acompanhando as estréias da semana, vamos falar de Kong: A Ilha da Caveira!

O filme Kong: A Ilha da Caveira (Kong: Skull Island) lançado em 2017 foi dirigido por Jordan Vogt-Roberts, com roteiro de Max Borenstein, Dan Gilroy e Derek Connolly, baseado no ideia de Merian C. Cooper e John Gatins. Esse filme pode ser considerado um prequel ou um preludio do filme King Kong (2005) já consagrado de Peter Jackson.

1944, durante a Segunda Guerra Mundial. Dois aviões, um americano e outro japonês, são abatidos em pleno combate aéreo. Os pilotos sobrevivem, chegando a uma ilha desconhecida no Pacífico Sul. Lá eles dão continuidade à batalha, sendo surpreendidos pela aparição de um macaco gigante: Kong. Em 1973, Bill Randa (John Goodman) tenta obter junto a um político norte-americano a verba necessária para bancar uma expedição à tal ilha perdida.

O ex-militar viaja com um grupo de desbravadores até a mítica Ilha da Caveira, ele acredita que lá existam monstros, mas precisa de provas.

Para obter provas concretas, a equipe de militares liderados pelo coronel Preston Packard (Samuel L. Jackson), o rastreador James Conrad (Tom Hiddleston) e a fotógrafa Mason Weaver (Brie Larson), se aventuram nas profundezas da ilha desconhecida no Pacífico, que é tão bonita quanto traiçoeira, sem saber que estão atravessando para o domínio do mítico Kong.

O filme conta com Tom Hiddleston, Samuel L. Jackson, Brie Larson, John C. Reilly, John Goodman, Corey Hawkins, John Ortiz e Jing Tian, em seu elenco.

Ambientado depois da corrida espacial, o cenário político retratado no filme contextualiza e justifica a missão de ir para a ilha e o filme é centrado em revelar a origem de King Kong e os mistérios de seu local de nascimento, a Ilha da Caveira.

Esse filme se propõe a apresentar nas telonas uma nova interpretação com muitas referencias a Apocalypse Now (1979), de Coppola e também a própria franquia King Kong.

O filme tem muitas cenas de homenagem a franquia e aos filmes anteriores, adoro a cena em que o Kong bate no peito e chama realmente para briga, essa cena é uma das maiores referencias e a cena de fechamento marcante do trailer.

Como filme de origem o roteiro não ficou tão bem estruturado quando poderia… O filme não explica em momento algum a tribo que é devota ao Kong, não explica de forma clara a história do personagem interpretado por John C. Reilly, tem somente um flashback rápido.

Eu adorei o filme, tem bom ritmo e história interessante e eu vou assistir mais vezes com certeza, mas alem de alguns probleminhas no roteiro o filme desenvolve mal os personagens.

O personagem do Samuel L Jackson apesar de ser bem estereotipado é único personagem bem desenvolvido e a equipe de militares é o núcleo que melhor funciona no filme, desde suas motivações que variam entrem os membros da equipe de acordo com a idade ate as piadas.

A Brie Larson e o Tom Hiddleston ficaram bem de lado no filme, apesar de seus papeis terem grande tempo de tela, eles não tem muitos momentos de real destaque.

Agora falando do real protagonista o Kong “jovem”, no caso comparando com o filme do Peter Jackson, ficou muito bom.

A primeira aparição e o primeiro ataque do Kong, ele pegando os helicópteros é impressionante.

Estéticamente falando fotografia e efeitos visuais são realmente incríveis, eu assisti somente em uma sala XD, mas tenho certeza que esse Kong: A Ilha da Caveira vale a pena assistir no IMAX.

Curiosidades rápidas:

  • King Kong é um dos ícones do cinema, já esteve nas telonas 3 vezes.
  • Existe rumores de que a Universal pretende explorar cada vez mais seu universo de monstros no cinema. E cada vez mais se fala sobre um filme que focaria no em embate entre o King Kong e o Godzilla. E por esse filme da para entender e ver potencial em um filme do King Kong vs Godzilla.

Kong: A Ilha da Caveira é a dica de hoje! Vejam e se já viram deixem suas impressões aqui no blog.

Confiram também o trailer aqui em baixo:

Kong: A Ilha da Caveira - Comentários
3.8Overall Score
Reader Rating: (4 Votes)
Translate »