Acompanhando as estreias da semana, o Depois Da Sessão De Cinema não poderia deixar de falar de Star Trek – Sem Fronteiras!

star-trek-2016-posterO filme Star Trek – Sem Fronteiras (Star Trek Beyond) lançado em 2016 foi dirigido por Justin Lin, com roteiro escrito por Simon Pegg e Doug Jung.

É o décimo terceiro longa-metragem da franquia Star Trek e o terceiro estrelado pelo novo elenco na série reboot.

A tripulação da USS Enterprise está no meio de sua missão de cinco anos pelo espaço quando é atacada por uma poderosa espécie alienígena desconhecida, forçando o abandono da nave. A tripulação sobrevivente fica presa em um planeta também desconhecido sem nenhum meio aparente de resgate, entrando em conflito com um inimigo que nutre um imenso ódio contra tudo o que a Federação Unida dos Planetas defende e representa

O filme conta com Chris Pine, Zachary Quinto, Karl Urban, Zoë Saldaña, John Cho, Simon Pegg e Anton Yelchin, em seu elenco. Eles retornam para reprisar seus papéis na USS Enterprise e o filme ainda traz para surpreender o público Idris Elba e Sofia Boutella.

Na minha opinião este filme é o mais episódico dos três últimos filmes da franquia, ele renova a história ao mesmo tempo em que traz elementos nostálgicos. O filme conta com bem mais o estilo e ritmo da série clássica do que seus anteriores, até o estilo de dialogo traz a nostalgia.

star-trek-2016-03

No inicio o filme começa com um ritmo lento, onde tem a crise existencial do Capitão Kirk, ele começa a se questionar do motivo pelo qual entrou na Frota Estelar e seus objetivos dentro da Frota. Mas depois o ritmo se intensifica e começa a ação.

O diretor Justin Lin conseguiu manter a essência de Star Trek ao mesmo tempo que trouxe sua identidade de filmes de ação adquirida na franquia Velozes e Furiosos. Pessoalmente eu gosto muito dos cortes rápidos e planos diferentes do filme.

star-trek-2016-01

A nova integrante da tripulação Jaylah, interpretada pela atriz Sofia Boutella foi uma grande surpresa no filme, seguindo a onde de “empoderamento” feminino tanto ela como a Zoë Saldaña ganham espaço para mostrar força dentro do desenvolvimento do filme.

A relação de Spock e Magro tem grande destaque no filme, dos três filmes é o que mais tem Karl Urban. Em geral o filme explora bem a amizade entre a tripulação, todos ganham um momento no filme.

star-trek-2016-02

Pessoalmente só o vilão Kraal, interpretado por Idris Elba que foi o menos impressionante, o ator é muito bom e eu o adoro, mas não me conquistou… Ainda assim o personagem é bem trabalhado dentro do filme.

Para fechar com pontos positivos eu gostei muito da trilha sonora e a fotografia ficou muito interessante combinada a tecnologia 3D.

Curiosidades rápidas:

  • Esse é o primeiro longa-metragem da franquia após a morte do Leonard Nimoy (o eterno Spock) e do ator Anton Yelchin que faleceu recentemente.
  • O filme teve um orçamento de US$ 150 milhões e já arrecadou mais de US$244 milhões mundialmente.
  • A franquia Star Trek conta 6 séries (com 726 episódios) e 11 filmes, sendo uma das maiores franquias já produzidas.
  • O quarto filme dessa nova fase de Star Trek já esta confirmado.

O filme Star Trek – Sem Fronteiras é a dica de hoje! Vejam e depois deixem suas impressões aqui no blog.

Confiram o trailer do filme aqui em baixo:

Star Trek - Sem Fronteiras - Comentários
3.8Overall Score
Reader Rating: (5 Votes)
Translate »