procurando-dory-posterHoje o filme escolhido é uma animação que demorou para chegar aos cinemas, vamos falar de Procurando Dory!

Oi! Eu sou a Dory…

O filme Procurando Dory (Finding Dory) foi dirigido por Andrew Stanton, mesmo diretor de Procurando Nemo.

Treze anos continuando a nadar e treinando o baleiês, a Pixar finalmente nos entrega a continuação de Procurando Nemo (Finding Nemo, 2003).

A animação se passa um ano após ajudar Marlin (Albert Brooks) a reencontrar seu filho Nemo, Dory (Ellen DeGeneres)  acaba se lembrando que tem uma familia perdida em algum lugar e com a ajuda de Marlin e Nemo parte em uma aventura que vai mudar tudo. Ela precisa agora lidar com vários peixes do seu passado, e se lembrar das coisas para encontrar sua família.

O longa-metragem conta com as vozes originais de Ellen DeGeneres, Albert Brooks, Eugene Levy, Idris Elba, Ed O’Neill, Diane Keaton e Ty Burrell. Já dublagem brasileira tem a adição de Antonio Tabet (Porta dos Fundos) e Marilia Gabriela ao elenco de vozes.

Com um roteiro tão bom quanto o seu antecessor a jornada de auto descoberta de Dory deixa essa continuação lado a lado com o primeiro.

Esse segundo filme fala muito sobre a doença da Dory e as dificuldades que ela enfrenta todos os dias para superar os desafios do grande “fundo do mar”. É uma aventura muito emocional, os flashbacks do passado da Dory são bem emotivos e não sei as crianças conseguiram captar, mas muito adulto chorou nesse filme.

Vemos também a evolução do relacionamento de pai e filho entre o Marlim e Nemo.

Novos personagens cativantes o polvo Hank, a baleia Destiny e o tubarão branco são bem divertidos. Os leões-marinhos, o Geraldo e a passarinha Beca são ótimos alívios cômicos.

procurando-dory_cena

Procurando Dory é o décimo-sétimo filme da Pixar e mostra que mesmo depois de tanto tempo a Pixar não perdeu a mão. A magia Pixar esta presente em todo o filme e claro o filme é cheio de easter-eggs.

É possível reconhecer personagens de outros filmes da Pixar aparecendo como visitantes do Instituto de Biologia, como por exemplo: as crianças da creche de Toy Story 3, alguns adultos e adolescentes de Divertida Mente  e a mãe com seu filho que estão na sala de espera do consultório do dentista no primeiro filme, Procurando Nemo.

A tecnologia 3D foi usada para dar profundidade ao invés de “jogar” objetos em nossa direção. O trabalho da direção de arte da Pixar foi impressionante.

Ambientações incríveis, a Pixar se empenhou em cada detalhe, a visão do fundo do oceano todo o ecossistema recriado e a visão da superfície são bem realistas.

procurando-dory-3

Didático sem ser didático o filme conta diversas curiosidades sobre a vida marinha e faz uma critica rápida aos que poluem o mar e prejudicam o ecossistema marinho.

O filme é engraçado e emocionante com certeza vale a pena ser visto!

Hoje em dia todo filme anda virando trilogia, então não seria surpresa se houvesse um trilogia no cinema – torcendo muito por isso.

procurando-dory-1

Curiosidades rápidas:

  • Não é filme da Marvel, mas tem cena pós-créditos SIM! Sem spoillers, mas a cena cômica traz de volta personagens do primeiro filme.
  • O filme arrecadou US$ 136 milhões em sua abertura na América do Norte, a maior abertura de uma animação e a segunda maior abertura em junho (atrás de Jurassic World).
  • É o primeiro filme da Pixar a ser exibido em IMAX desde Carros 2.

Procurando Dory é uma sequência emocionante, então fica a dica! Vejam e depois deixem suas impressões aqui no blog.

Confiram também o trailer aqui em baixo:

Procurando Dory - Comentários
4.0Overall Score
Reader Rating: (11 Votes)
Translate »