Questão de Tempo - Comentários
3.2Overall Score
Reader Rating: (0 Votes)

Sinopse:

Em seu aniversário de 21 anos, Tim recebe a notícia do pai de que ele e todos os homens de sua família têm uma habilidade especial: eles conseguem viajar no tempo. Mas somente conseguem ir para um passado que já viveram e não para o futuro ou para uma época anterior ao seu nascimento. Tim é um pouco cético no começo, mas quando descobre que seu pai não está mentindo, ele decide usar seu dom para conseguir uma namorada. Depois de uma tentativa frustrada com uma amiga de sua irmã, ele decide se mudar para Londres e tentar a sorte novamente. Lá ele conhece Mary, por quem se apaixona. Mas por voltar várias vezes no passado, ele acaba alterando sua realidade e precisa fazer de tudo para conhecer Mary mais uma vez.

Esse enredo pode parecer um pouco esquisito (viagem no tempo? sério mesmo?!), mas, acreditem, isso é só uma impressão. Richard Curtis conseguiu usar esse plot ‘esquisito’ ao seu favor e criou um dos filmes mais bonitos que eu já vi.

Questão de Tempo - Comentários

Questão de Tempo – Comentários

Em uma época na qual comédias românticas estão sendo produzidas a todo momento, Questão de Tempo consegue se destacar por vários motivos. Primeiramente por não ser uma comédia romântica comum (eu nem o considero como uma, na verdade): Possui um enredo original e não se foca 100% no romance em si. A parte cômica da história não é forçada, como é comum vermos nos filmes do gênero. Você não dá gargalhadas, mas o filme te deixa com um sorriso no rosto. O diretor conseguiu combinar os gêneros de romance, comédia e drama de uma forma perfeita.
A ambientação também é maravilhosa. O filme se passa na Inglaterra, o que já é um ponto alto, mas o diretor não quis abusar dos pontos turísticos. Ele mostrou o dia a dia de cidadãos comuns. E também é sempre bom dar uma quebrada na quantidade de filmes americanos que vemos por aí. A inovação nesse sentido fez muito bem ao longa. E me conquistou completamente.
A escolha do elenco foi um grande acerto. Rachel McAdams é a personagem americana no meio dos ingleses, mas não destoa momento algum dos outros. Ela se encaixa perfeitamente. Sua química com Dohmnall Gleeson é inegável. Dohmnall (que já foi um Weasley!) também chama muita atenção. Nunca tinha visto nenhum outro filme com ele, mas me apaixonei pelo ator (e pelo personagem). Outro que “rouba a cena” é o pai de Tim, vivido por Bill Nighy. Sua relação com o filho é algo maravilhoso de se ver.
Questão de Tempo - Comentários

Questão de Tempo – Comentários

Uma coisa muito interessante é que Curtis não se focou somente na história do casal principal. Isso é fácil de perceber, já que não existe todo aquele drama no qual o casal passa por vários problemas e barreiras para ficarem juntos.

O diretor explorou praticamente todos os personagens secundários, principalmente a família de Tim. Com duas horas de filme ele conseguiu desenvolver várias histórias paralelas, o que deixa o filme um pouco mais pessoal.
Ao desenvolver, por exemplo, a história de Kit Kat (Lydia Duncan), a irmã doidinha de Tim, ou de Harry (Tom Hollander), o dramaturgo com quem Tim vai morar em Londres, o diretor adiciona uma ‘profundidade’ interessante ao filme. Isso faz com que você se interesse pelo o que acontece com essas pessoas.
Questão de Tempo - Comentários

Questão de Tempo – Comentários

A questão da duração do filme é algo que eu vi algumas pessoas reclamar. Realmente duas horas para contar uma história de amor parece coisa demais. Mas eu digo que não é. Achei que se fosse menor, não teria a profundidade que teve. O filme é tão leve a agradável que você nem vai sentir as duas horas passando.

Questão de Tempo tem aquela mensagem de ‘carpe diem’, que pode parecer um pouco clichê, mas que se encaixa perfeitamente aqui. É um tipo de filme que você se sente bem, feliz, quando acaba de assistir. E também te faz pensar na sua própria vida. Recomendo pra todos!

About The Author

Gosta de Assistir filmes, frequentador acidou de cinema. Mesmo em viagens não deixa de ver uma estreia local. Já viu tantos filmes que chega a assistir novamente só para lembrar de como era a história toda. Ama animação que chega a parecer uma criança.

Related Posts

Translate »