Resenha ToyStory - vida ou morte da Pixar
4.1Overall Score
Reader Rating: (6 Votes)

Logo no inicio vemos que o aniversário do menino Andy está próximo e a festa e antecipada por conta da mudança que a família fará de casa.

ToyStory

Resenha ToyStory – vida ou morte da Pixar

Pasmem, seus brinquedos estão inquietos, apreensivos e nervosos. Sim eles tem vida! mas para nao perder a a essência de brinquedos reais, eles tem vida apenas quando seus donos ou algum humano nao esta perto. Quando sim, eles paralisam e se tornam apenas brinquedos. Mas voltando ao nervosismo dos brinquedos, e por que, afinal de contas, eles temem que na festa algum novo brinquedo possa substituí-los, ser mais importante para seu dono Andy.

Liderados por um cowboy chamado Woody, esse caubói que é também o brinquedo preferido de Andy e tem diversas regalias, como por exemplo: Dorme na cama, viaja com Andy, entre outras coisas mais.

Resenha ToyStory - vida ou morte da Pixar

Resenha ToyStory – vida ou morte da Pixar

Percebendo que a ansiedade toma conta dos brinquedos, mesmo escondendo dele também. Woody lidera os brinquedo o ordena que eles montem uma vigia na abertura dos presentes na festa. Assim lhResenha ToyStory - vida ou morte da Pixares permite saber dos presentes ganhos. Nada preocupante acontece, ate que. Buzz Lightyear aparece.

O patrulheiro espacial Buzz Lightyear, que logo conquista a popularidade entre os demais brinquedos e desperta ciúme e inveja em Woody, já que Andy está fazendo o astronauta de herói das suas brincadeiras. Mas parece que Buzz veio com um defeito de fabricação: ele não sabe que é um brinquedo e acha que é um verdadeiro patrulheiro espacial, agindo como tal, já que pensa que caiu num planeta desconhecido e suas frases e atitudes remetem ao autêntico Buzz Lightyear. Tal hábito impressiona todos os brinquedos, exceto Woody, que se irrita inclusive com as histórias contadas por Buzz e insiste em convencê-lo de que é um brinquedo.

Resenha ToyStory - vida ou morte da Pixar

Resenha ToyStory – vida ou morte da Pixar

A rivalidade e as brigas dos dois se prolongam até que os dois se perdem de Andy e vão parar na casa do vizinho deste, que é um garoto que se diverte destruindo bonecos e criando brinquedos mutantes. Logo o dia da mudança de Andy se aproxima e os dois sentem que devem escapar de Sid a tempo ou ficarão para trás. Será que desta vez Woody e Buzz finalmente ficarão amigos e aceitarão agir juntos?

Vida ou Morte da Pixar

A Pixar estava mal das pernas finaceiramente, passado o ano de 1991, um acordo fechado com os estudios Disney para 3 filmes de desenho animado. Mas sem dinheiro para nada estrondoso. Tanto que a dublagem que a principio seria com medalhoes de hollywood nao aconteceu. Para tentar manter o caixa ao menos para um filme. Toystory.

Resenha ToyStory - vida ou morte da Pixar

Resenha ToyStory – vida ou morte da Pixar

Mas em 1995 a Pixar lança o primeiro longa de animação em computação gráfica, “Toy Story”, que salva a empresa da falência ao render US$ 361 milhões

Em 1996 para motivacao da empresa que conhecemos hoje, “Toy Story” é indicado a três categorias do Oscar.

Translate »