Acompanhado as estreias da semana, vamos falar de Cinderela!
O filme Cinderela (Cinderella) lançado em 2015, a direção é de Kenneth Branagh “Operação Sombra – Jack Ryan” e o roteiro de Chris Weitz “Um Grande Garoto”. O longa-metragem é a nova adaptação do conto clássico infantil de 1950 em versão live-action.
A história segue a vida da jovem Ella (Lily James), cujo pai comerciante casa novamente depois que fica viúvo de sua mãe. Ansiosa para apoiar o adorado pai, Ella recebe bem a madrasta (Cate Blanchett) e suas filhas, Anastásia (Holliday Grainger) e Drisella (Sophie McShera), na casa da família. Mas quando o pai de Ella falece inesperadamente, ela se vê à mercê de uma nova família cruel e invejosa. Relegada à posição de empregada da família, a jovem sempre coberta de cinzas, que passou a ser chamada de Cinderela, bem que poderia ter começado a perder a esperança. Mas, apesar da crueldade a que fora submetida, Ella está determinada a honrar as palavras de sua falecida mãe: tenha coragem e seja feliz.
O roteiro respeita muito a animação de 1950, segue os eventos já conhecido do clássico, mas se permite criar cenas que acrescentam e desenvolvem os personagens. A interação de Lily James e Cate Blanchett, quando a madrasta confronta Cinderela com o sapatinho de cristal, é possível sentir a intimidação na cena.
Sobre o elenco, o filme conta com Lily James como a nova Cinderela, Helena Bonham Carter como a fada madrinha, Richard Madden como o príncipe. Além de Hayley Atwell, Holliday Grainger, Sophie McShera e Stellan Skarsgard como coadjuvantes. Mas com certeza a melhor surpresa tanto do elenco como do próprio filme é a Cate Blanchett como a madrasta malvada. Faço menção honrosa a madrasta, pois a personagem é bem construída e bem apresentada e a Cate Blanchett esta fantástica.
Eu admito que não tinha muitas expectativas pelo filme, meu interesse maior era o curta-metragem de Frozen (2013), Frozen: Febre Congelante que foi exibido juntamente com os trailer antes do filme. Me diverti é realmente uma boa adaptação, os efeitos especias e fotografia do filme estão muito bonitos.
Tendo dito isso, na minha opinião faltou mais “magia Disney” na sequencia em que a fada madrinha Helena Bonham Carter transforma a abobora em carruagem. A trilha sonora também poderia ser mais magica e empolgante, mas ela é coerente com a proposta.
O filme Cinderela é um bom live-action, se equipara com produções como Malévola (2014), vale a pena assistir é uma boa adaptação, então fica a dica.
Cinderela (2015) - Comentários
3.0Overall Score
Reader Rating: (2 Votes)
Translate »