Acompanhando as estreias da semana, vamos falar de um filme que teve 36 milhões de visualizações no trailer… Sim o Depois Da Sessão – Cinema já foi conferir o filme 50 Tons de Cinza e ele é filme escolhido de hoje pra comentarmos!

O filme 50 Tons de Cinza (Fifty Shades of Grey) lançado em 2015 tanto nos EUA quanto no Brasil foi dirigido por Sam Taylor-Johnson. O longa-metragem é um romance erótico baseado no best-sellerda autora inglesa Erika Leonard James publicado em 2011. A autora teve como inspiração a Saga Crepúsculo para escrever suas histórias.
Bom vamos agora falar do filme, a trama se passa grande parte do tempo em Seattle e tem como personagem principal Anastasia Steele (Dakota Johnson) que é uma estudante de literatura de 21 anos, recatada e virgem. Um dia ela precisa ajudar uma amiga que a pede para entrevistar para o jornal da faculdade o poderoso magnata Christian Grey (Jamie Dornan). Nasce uma complexa relação entre ambos quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Anastasia não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos.
O roteiro da adaptação explora os prazeres do sadomasoquismo, detalhes de bondage, sadismo e masoquismo então suaviza suas cenas com uma trilha sonora pop. Fazendo uma menção honrosa à trilha sonora eu gostei muito das versões de Crazy I Love e Haunted do filme e a musica da Ellie Goulding – Love Me Like You Do também é muito boa.
Contudo o real problema, ou melhor, o que me incomodou é que o roteiro não esta contando para o publico uma grande história de amor “um amor que te consome” sim estou citando The Vampire Diares! Se podem fazer um filme sobre uma fanfic de Crepúsculo eu tenho liberdade poética para citar TVD. As cenas de transição que não tem sexo envolvido são bem arrastadas e eu acredito mesmo que essas cenas deveriam contar uma história para que o público torcesse pelo casal. Eu não li a trilogia de livros, mas sei o que acontece no final e me preocupa o fato de ter de ver mais 2 filmes para ter uma resolução na história.
Falando como quem não leu o livro, digo que pessoalmente adorei a escolha de Jamie Dornan para o papel principal, ele sem camisa é com certeza um dos pontos positivos do filme, e ele atuou bem na minha opinião já que o personagem ganha profundidade somente quando fala de seu passado e tem poucas cenas dessas, grande parte da atuação se resumiu a fazer cara de safado e intimidador e isso Jamie Dornan já é.  A Dakota Johnson também foi bem não comprometeu o conjunto da obra, e eu vi química entre o casal (afinal estavam os doias desconfortavéis com seus papéis), ainda que os leitores dos livros não tenham gostado da escolha. O filme conta também com Jennifer Ehle, Luke Grimes, Eloise Mumford, Victor Rasuk, Max Martini, Rita Ora em papeis coadjuvantes.
Eu acompanhei as noticias sobre o filme e a adaptação trouxe varias modificações em relação ao livro, mas não é novidade nenhuma que são mídias diferentes e que por isso não pode ser “super” fiel, já que tem coisa que funciona nas telonas e outras que não.
O filme 50 Tons de Cinza é um divisor de criticas  e gerador de polemicas assim como Ninfomaníaca (2013) foi… Mas com certeza o filme vai levar muita gente ao cinema, seja por curiosidade, ou pelos atores, ou porque leu o livro. O filme fez um grande trabalho de publicidade e divulgação, bateu recorde de vendas antecipadas então fica a dica.
50 Tons de Cinza - Comentários
2.7Overall Score
Reader Rating: (5 Votes)
Translate »