Hoje vamos falar de duas comédias nacionais, Loucas Pra Casar e Os Caras de Pau: O Misterioso Roubo do Anel.
Não é novidade que o gênero comédia é o gênero que predomina no circuito interno do país, vamos falar primeiro da comédia toda protagonizada por mulheres, como dizem “Ladies First”.
O filme Loucas Pra Casar que estreou essa semana nos traz uma história divertida, mas com roteiro raso. Dirigido por Roberto Santucci, a trama central gira em torno de três mulheres a fanática religiosa Maria (Tatá Werneck), a dançarina de boate Lúcia (Suzana Pires) e a corretora de imóveis Malu (Ingrid Guimarães) que descobrem que estão namorando o mesmo homem, Samuel (Márcio Garcia), que prometeu se casar com as três. Decepcionadas, elas precisam decidir se vão brigar pelo cara ou se juntar em uma vingança contra o noivo infiel.
As reações e situações inusitadas como as três tentarem se jogar da ponte Rio-Niterói e acabarem se conhecendo é bem engraçada ainda que possa ser considerada como clichê.
Sobre o elenco Ingrid Guimarães, Tatá Werneck e Suzana Pires estão divertidíssimas em seus papéis. Tatá Werneck com suas caras e bocas e Ingrid Guimarães que esta muito a vontade em seu papel tem as situações e falas mais engraçadas do filme. O restante do elenco Márcio Garcia, Fabiana Karla, Edmilson Filho, Guida Vianna, Camilla Amado formam um grupo bem entrosado.
O filme Loucas Pra Casar é um filme leve e descontraído que mantem um ritmo bom de desenvolvimento na história.
 
Agora para completar a dobradinha vamos falar de Os Caras de Pau.
 
O filme Os Caras de Pau: O Misterioso Roubo do Anel foi dirigido por Felipe Joffily, é a adaptação do seriado homônimo da Rede Globo, que contou com três temporadas.
A trama gira em torno dos personagens Jorginho e Pedrão, que se envolvem em uma série de confusões ao serem contratados para proteger um anel de diamante. Dentre as confusões temos ninjas, mafiosos e varias perseguições engraçadas.
Sobre o elenco, a dupla Leandro Hassum e Marcius Melhem é realmente cômica. Marcius Melhem que já fez parceria com o Leandro Hassum no desenvolvimento de outros projetos, a química e o entrosamento entre os dois personagens com certeza foi que inspirou a produção do filme.
Ainda que o filme não tente se levar a sério nos momentos de luta, é muito difícil fazer o espectador comprar a ideia de ninjas altamente treinados serem derrotados das formas mais inusitadas, para mim foi um exagero… Exagero que faz as pessoas rir? Sim, mas ainda sim fora da realidade proposta pelo roteiro.
O longa-metragem tem seus erros e acertos em relação ao roteiro, quando eu lembro do filme eu consigo ver varias referencias ao estilo dos filmes da Pantera Cor de Rosa. Tem graça ainda que com situações que podem ser consideradas clichês.
 
Os dois filmes são boas dicas para ver em um domingo com a família, então deixo essa dobradinha para todos.
Translate »